domingo, 2 de fevereiro de 2014

Avalanche

                                         

Avalanche que vem...

E depois vai...
Sem deixar rastro
Do arrastão que causou
Turbilhão de sensações
Sentimentos...
Tão acima...Tão abaixo...
Ao mesmo tempo.
A desnortear,
Bambear o eixo, fazer tremer
Balançar e até duvidar,
Ou apenas questionar
Vontade de apenas entender
Ou ainda mais alcançar
Com passos de altitude
Ou voos rasantes,
Escaladas distantes
Conquista discrepante
Tão aqui...Tão longe...
Jornada cheia de surpresas,
Embaraços...
Aventurosa, pulsante...
Busca de auto conhecimento
Deparar-se com uma personalidade diferente 

A cada momento,
Contidas num único ser...
Sentimentos... Pensamentos...
Tão estranhos, alheio,
Tão íntimo, interior...
Complexidade contida,
Embutida, implícita,
Explícita!...
Máquina viva! Perfeita! 

Sem defeitos,
Ou com tantos defeitos...
À procura de um rumo perfeito,
Ou apenas o aconchego de um leito,
Vencer-se a si,
Transpor a inércia do eu,
Penetrar as estrelas!
Alcançar o sol!
Enamorar-se da lua...
Ir de encontro ao universo
De braços abertos
Um abraço de força
Interior...
Por ser um universo...
Complexo, perfeito, sem fim...
Inusitado, perplexo, a desvendar...
Extasiado, a infinitude de mistérios
Impressos... Expressos...
No Ser... Pelo Ser...


http://www.dinheirobr.com/lucrarmuito


Nenhum comentário:

Postar um comentário