sábado, 8 de fevereiro de 2014

Existir



Existir


Fagulha de luz brilho latente
Semente que se faz germinar
Erros e acertos frequentes
Força que ajuda continuar

Segue em passos espalmados
Busca encontrar um caminho
Por vezes tão desanimado
Pensando achando estar sozinho

Encontros desencontros vai-vem
Subidas e descida curvas torta
Além do horizonte sempre tem
Esperança luz no túnel uma porta

Que abre e fecha sem cessar
Luzindo interna chama brilhando
A espera de que venha adentrar
Tomar posse do que vem procurando

Horizonte que parece distante
Engana o olhar do aspirante
No interior é que jorra a fonte
De força luz poder incessante

Existir viver ser estar
Elo divino a fluir, pulsar
Feito à imagem e perfeição
Inspiração maior em criação

Sou tudo de melhor que há no universo.
Penso, sinto, existo.
Sou dona do meu universo.

http://www.dinheirobr.com/lucrarmuito



Um comentário:

  1. Lindo. Dá uma olhada nos meus textos em www.fatosenotas.wordpress.com e www.homerosouzacronicas.wordpress.com. abs, Homero

    ResponderExcluir